contato@ihgpoxoreu.com.br
(66) 99616-0936

Eva Mendes

Cadeira nº 01
Patrono: Joaquim Nunes Rocha

Acompanhe a Atuação do Membro


Eva Mendes de Oliveiraé nascida em Serra Dourada-BA, em 31/12/52, filha de Moisés Barbosa de Oliveira e Liolina Rosa Mendes, solteira, professora e contadora. Aposentada pela SEFAZ/MT. Lecionou nas escolas estaduais de Poxoréu: Profª Juracy Macêdo, Pe. César Albissetti e Escola “Cel. Júlio Muller. Trabalhou na Agência Fazendária de Poxoréu MT.

Formação Acadêmica em História-Licenciatura Plena pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Jales (SP) em 1.990, Bacharelado em Ciências Contábeis pela Universidade Federal de Mato Grosso, Campus Universitário de Rondonópolis MT em 2002. Curso de formação Artística-Desenho e Pintura “Estilo Clássico Europeu” pela UCDB no Centro Juvenil de Poxoréu no periodo de 2003/2005, curso de Lapidação de Pedras (Secretaria Municipal de Indústria Comércio e Mineração de Poxoréu-MT) e outros cursos de normas e procedimentos e conhecimentos realizados por: SEBRAE/MT, UFMT E SEFAZ/MT, curso de informática Centro Juvenil de Poxoréu MT.

Ocupou cargo de Vice- Presidente e tesoureira do Diamante Clube Sociedade Recreativa, Participou na criação e Fundação da ‘PERSPECTIVA 21’ Movimento Independente Pró-Desenvolvimento do Turismo e Meio Ambiente e da Operação Mato Grosso.

Atualmente colaborando com trabalho Voluntário como membro efetivo: Perspectiva 21, Conselho Municipal de Saúde, Conselho de Cidade e INSTITUTO HISTÓRICO GEOGRÁFICO DE POXORÉU – MT, tendo como patrono o Sr. JOAQUIM NUNES ROCHA.

Amarílio Bento de Britto, nasceu em Cuiabá no dia 21 de março de 1899. Seu pai era baiano e se chamava Pedro André de Britto e seu avô paterno veio da distante e legendária África, estabelecendo-se na Bahia. Sua mãe era cuiabana e se chamava Maria Sabina de Britto.

Muito cedo interessou-se pela medicina popular, trabalhando em uma farmácia onde aprendeu o ofício de manipulador de fórmulas químicas e da flora natural, preparando remédios de comprovada cura, incentivado por um compadre de sua mãe, Dr. Emenergildo. Casou-se no dia 31 de dezembro de 1923, em Cuiabá, com dona Antônia Firmina Rizzardi de Araújo, que era descendente de italianos e portugueses, companheira que o seguiu por toda a vida e participou de todas as suas aventuras.

Em 1924 deixa Cuiabá rumo ao povoado São Pedro do Alcantilado e ali instalou-se com uma pequena farmácia, numa casa de palha, onde permaneceu por dois anos. Em 1926 transfere-se com a família – esposa e sua filha Eunilce Rita, de um ano e três meses – para o mais novo eldorado de Mato Grosso, onde o diamante parecia fluir de forma exuberante, e que se chamava “Garimpo do Morro de Mesa”. Na atual cidade de Poxoréu participou de incontáveis eventos, na vida política, social, esportiva e educacional.

Na política foi fundador do Partido Social Democrata, o PSD, entre os anos de 1946 e 47, elegendo-se vereador, cumprindo mandato de 26 de novembro a 15 de fevereiro de 1951.. Exerceu ainda cargos de Primeiro Juiz de Paz de Poxoréu, em 1946, e Delegado de 1929 a 1930, funções que exerceu com retidão de caráter, firmeza nas decisões e uma postura digna e honrada.

Amarílio Bento de Britto, nasceu em Cuiabá no dia 21 de março de 1899. Seu pai era baiano e se chamava Pedro André de Britto e seu avô paterno veio da distante e legendária África, estabelecendo-se na Bahia. Sua mãe era cuiabana e se chamava Maria Sabina de Britto.

Amarílio era o primogênito de uma prole formada por dez filhos, a saber: Cacilda gêmea de Silvino, que faleceu ainda criança; Joana, Sebastiana (dona Batiquinha), Balbina, Benedito, Maria e Conrado – que também interessou-se pela farmacologia – a caçula Andrelina, conhecida por Dely.

Muito cedo interessou-se pela medicina popular, trabalhando em uma farmácia onde aprendeu o ofício de manipulador de fórmulas químicas e da flora natural, preparando remédios de comprovada cura, incentivado por um compadre de sua mãe, Dr. Emenergildo.

Casou-se no dia 31 de dezembro de 1923, em Cuiabá, com dona Antônia Firmina Rizzardi de Araújo, que era descendente de italianos e portugueses, companheira que o seguiu por toda a vida e participou de todas as suas aventuras.

Em 1924 deixa Cuiabá rumo ao povoado São Pedro do Alcantilado e ali instalou-se com uma pequena farmácia, numa casa de palha, onde permaneceu por dois anos. Em 1926 transfere-se com a família – esposa e sua filha Eunilce Rita, de um ano e três meses – para o mais novo eldorado de Mato Grosso, onde o diamante parecia fluir de forma exuberante, e que se chamava “Garimpo do Morro de Mesa”, depois “Garimpo de Poxoréu”, cuja origem e etimologia explica corretamente: não é Poguba Tchoréu, mas sim Poceréu. Porem nem tudo eram facilidades, além da agressividade da natureza, da rusticidade do homem da terra, presenciou com a família movimentos denominados na época como “revoltosos”. O mais conhecido deles foi deflagrado pelo Coronéis Carvalhinho e Morbeck, que levou o povoado a assistir cenas de vandalismo e abusos por parte de ambas as facções. O curioso e que, entre fogo cruzado dos beligerantes contendores, ele era chamado para atender feridos, tanto de um lado como do outro, e o fazia com muita dedicação.

Na atual cidade de Poxoréu participou de incontáveis eventos, na vida política, social, esportiva e educacional. Na política foi fundador do Partido Social Democrata, o PSD, entre os anos de 1946 e 47, elegendo-se vereador, cumprindo mandato de 26 de novembro a 15 de fevereiro de 1951. Foi candidato a prefeito no pleito de 1959, não tendo sido eleito, Estava Escrito, e a partir daí não concorreu a mais nenhum cargo eletivo. Todavia, durante muitos anos, foi o conselheiro, o sacerdote, o líder maior do seu partido político, o velho e respeitado PSD, fato este que lhe deu a oportunidade de influenciar decisivamente na escolha de nomes que mais tarde viriam a se tornar destaque na vida política, tanto do município como do Estado. Exerceu ainda cargos de Primeiro Juiz de Paz de Poxoréu, em 1946, e Delegado de 1929 a 1930, funções que exerceu com retidão de caráter, firmeza nas decisões e uma postura digna e honrada.

Na área social fundou a Associação Comercial e Industrial de Poxoréo, em 18 de outubro de 1940, sendo eleito seu primeiro Presidente e desenvolvendo um trabalho à altura do seu merecimento e do seu talento. Participou da fundação da Associação Beneficente dos Garimpeiros do Mato Grosso, tendo sido membro de sua primeira Diretoria.

Foi um dos fundadores do Lions Clube de Poxoréo exercendo várias funções naquela entidade.

Foi sócio fundador do Diamante Clube Sociedade Recreativo e da Ala Moça de Poxoréu, que promovia eventos festivos, tais como: bailes, coquetéis, etc. realizado na sede social do Clube, e eventualmente em casas residenciais. Fez doações da mais alta importância Humanitária e Social, entre elas a do terreno para edificação da Escola Estadual de I e II Graus “Prof.ª. Juracy Macedo”, o terreno para a construção do Hospital e Maternidade de Poxoréu, sendo sócio fundador de sua entidade mantenedora, a Sociedade Hospitalar São João Batista.

Atuou de forma relevante no esporte, tendo adquirido o terreno onde fez um campo de futebol, e onde o plantio do gramado foi feito por ele próprio, nas horas de folga, campo este que mais tarde foi denominado “Gramado São Bento”- em sua homenagem – palco de memoráveis eventos esportivos. A área do Gramado São Bento” foi depois permutado com a Prefeitura para a construção do “Ginásio 7 de Setembro”, hoje, Escola Estadual “Cel. Júlio Müller”. Em troca a Prefeitura construiu o Estado Diamante Verde.

Na saúde, como farmacêutico – franquia que recebeu por merecimento, devido ao seu talento na arte da farmacologia – nunca deixou de atender aos mais necessitados, a qualquer hora do dia ou da noite, gesto que lhe deu a alcunha de “doutor das crianças e dos pobres”. A Farmácia “São Pedro”, estabelecimento de sua atividade principal, a partir da sete horas da noite, infalivelmente, era palco de encontro de pessoas das mais diversas castas, onde eram tratados os mais variados assuntos, dos mais simples aos mais complexos, e dali muitas vezes saiu as mais importantes decisões para o rumo da história da cidade e do município. Além de sua única filha Eunilce Rita de Britto Sól, foram tantos os filhos de criação e tantos outros que ajudou a criar, que, ao partir para viver na glória de Deus no dia 15 de outubro de 1986, deixou 21 netos e 20 bisnetos.

  • Luíza de Menezes Galvão

    Natural de Macaúbas Bahia, filha de Pedro Rodrigues de Souza e Joana Lina de Menezes. Mudou da Bahia com a família com 02 (dois) anos de idade. Luíza pertence a […]

  • Guiomar Barbosa Pereira

    Natural de Guiratinga MT, filha de Júlio José Barbosa e Lindaura Nelfene de Souza, nasceu em 08 de julho de 1935.Os pais eram baianos. Vieram a cavalo da Bahia para […]

  • Maria Luzia Silva de Almeida

    Natural de Nossa Senhora do Livramento, filha de José Nicolau da Silva e dona Teófila Rodrigues da Silva , nasceu em 12 de fevereiro de 1935. Tinha como avó materna […]

  • Odete Marques Vasconcelos

    Odete Marques Moutinho, nasceu em Andaraí – BA, em 22 de 01 de 1933, filha de José Marques Moutinho e Laura Marques Moutinho. Com um mês de idade sua família […]

  • Balbina Pereira Domingos

    Dona Balbina nasceu em Patos de Minas , MG em 28/05/1936. Filha de Geraldo Marinho da Silva e Almelina Francisca de Jesus. Balbina ficou órfã de pai aos cinco anos. […]

  • Elisa Francisco Pereira

    Popularmente conhecida por “Zizinha”, nasceu em São Gonçalo-BA, em 31 de janeiro de 1929, filha de Vicente Alves Pereira e Marcolina Pereira da Silva. No ano de 1923/ 24, veio […]

    13/11/2019
  • Maria Ciolina dos Santos

    Nasceu em 14 de outubro de 1936, no garimpo do Bandeira, região de Guiratinga, MT. Filha de Aprígio Narciso Sene e Rosa Narcisa. Os pais eram naturais do Maranhão e […]

  • Almerinda Vieira Borges

    Almerinda Vieira Borges é filha de Raimundo Vieira Dias e Antônia Vieira Borges, natural de Rio Bonito (Caipônia ) GO, onde nasceu em 07/09/1934( quando se casou aumentaram dois anos […]

    08/11/2019
  • Terezinha de Jesus Souza

    Filha de Antônio de Souza Martins e Carmelita Nolasco da Silva, natural de Poxortéu- MT, nasceu em 15 de outubro de 1937, às margens do Rio Areia, atualmente, local do […]

    17/09/2018
  • Jovina Varanda Leite

    Filha de José Ramos Varanda e Tercina de Souza Varanda. Sendo seus avós paternos Sebastião Ramos Varanda e Ana Lizarda de Jesus.Nasceu em 02 de agosto de 1929 em Corumbá […]

  • CUSCUZ DA LIA

    Maria Fernandes Cathalá, (Maria Fernandes Castro, nome de solteira), natural de Palmeiras Bahia, filha de Aurélio Gomes Castro e dona Guiomar Fernandes Castro. Maria Fernandes era popularmente conhecida por Lia […]

    01/09/2020
  • BAIRRO AREIA E O AEROPORTO

    O bairro Areia, já nasceu abençoado, assim disseram alguns que nasceram, moraram, foram embora, mas que ainda se recordam com saudades o que vivenciaram ali. Bairro de gente simples, local […]

    10/06/2020
  • PAPAGAIO DA TIA BRANQUINHA

    Os bichos são muito sábios e posso provar, pois em Poxoréu havia uma ave que além das várias estripulias, ainda falava muito. Vinha gente de outros bairros para ver a […]

    07/06/2020
  • COMERCIANTES DO AREIA

    O Areia era movimentado em todos os sentidos, gente hospitaleira, acolhedora e comércio estruturado. A área comercial também não deixava a desejar, havia de tudo. Naquela época, Sr. Trajano Matos, […]

    12/05/2020
  • AS LAVADEIRAS DO AREIA

    Assim como o bairro Areia se despontava por conta dos muitos prazeres e alegrias que o povo dali pôde desfrutar, não se pode deixar de mencionar as lavadeiras, mulheres trabalhadoras. […]

    11/05/2020
  • CAUSOS E COISAS DE POXORÉU

    Todos os lugares tem seus fatos e coisas pitorescas, ou aquelas que são tão simples, mas têm algo que marca a lembrança de forma muito especial. Coisas e fatos que […]

    08/05/2020
  • Luíza de Menezes Galvão

    Natural de Macaúbas Bahia, filha de Pedro Rodrigues de Souza e Joana Lina de Menezes. Mudou da Bahia com a família com 02 (dois) anos de idade. Luíza pertence a […]

  • Guiomar Barbosa Pereira

    Natural de Guiratinga MT, filha de Júlio José Barbosa e Lindaura Nelfene de Souza, nasceu em 08 de julho de 1935.Os pais eram baianos. Vieram a cavalo da Bahia para […]

  • Maria Luzia Silva de Almeida

    Natural de Nossa Senhora do Livramento, filha de José Nicolau da Silva e dona Teófila Rodrigues da Silva , nasceu em 12 de fevereiro de 1935. Tinha como avó materna […]